Publicidade
  • Início
  • Curiosidades
  • Braçadeira jogada por Cristiano Ronaldo contra a Sérvia salvou uma vida; saiba mais

Braçadeira jogada por Cristiano Ronaldo contra a Sérvia salvou uma vida; saiba mais

Publicidade
Cristiano Ronaldo
Foto: Getty Images

Cristiano Ronaldo salvou uma vida?

Publicidade

Se lembram quando Cristiano Ronaldo jogou aquela braçadeira de capitão após o seu gol não ser validado na partida contra a Sérvia, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo? O português até saiu de campo antes da partida acabar, por tamanha raiva da arbitragem. Pouca gente sabe, mas aquele gesto salvou uma vida.

Todo mundo sabe que qualquer item usado por uma estrela mundial é levada a leilão por milhões de dólares nos anos seguintes, enriquecendo muita gente e também salvando vidas. No entanto, nesse caso do CR7, salvou-se uma vida.

Veja também:

Publicidade

6 estádios históricos que foram abandonados pelos clubes; veja – Pes Mil Grau

Ronaldo quase foi a primeira contratação do rico PSG em 2008; saiba mais – Pes Mil Grau

A braçadeira continuou jogada no campo até ser recuperada por um bombeiro sérvio, Djordje Vukicevic, que tratou de guardar a peça para decidir o que fazer depois. Depois de pensar, o bombeiro decidiu leiloar o acessório para ajudar no tratamento de um bebê, de nome Gavrilo Djurdjevic, que sofre de atrofia muscular espinhal.

O leilão aconteceu em abril e foi adquirida por 64 mil euros (cerca de R$ 430 mil), sendo totalmente revertido para a ajuda no tratamento do pequeno bebê.

“Cristiano Ronaldo estava agitado e jogou a braçadeira. Ela caiu bem ao meu lado. Toda a nossa equipe concordou que esta braçadeira irá para o pequeno Gavrilo”, disse o bombeiro.

djordje vukicevic bombeiro que pegou bracadeira de capitao de cristiano ronaldo 1617382467471 v2 1920x1279
Foto: Reuters

O valor foi pequeno comparado ao que precisa realmente ter para um tratamento total – 2,5 milhões de euros (mais de R$ 16 milhões) – para a criança.

“Pessoas que nunca tinham ouvido falar de nós vieram falar conosco, interessadas na braçadeira e em ajudar a nossa criança”, contou Nevena, mãe de Gravrilo Djurdjevic.

Pequenos gestos são capazes de salvar o mundo.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Desenvolvido por Vedrak